Pesquisa da Avaya revela que 1/3 das pessoas cortariam relações com uma empresa por mau atendimento eletrônico

08 Jul 2013
Estudo feito com duas mil pessoas aponta que a percepção do usuário é moldada a partir do esforço necessário para adquirir um serviço ou informação no atendimento ao cliente
 
São Paulo, Agosto de 2013 – A Avaya, fornecedora global de software de comunicação, colaboração e serviços para empresas de todos os portes e em todo o mundo, encomendou uma pesquisa sobre o Impacto do Esforço do Cliente, que destaca como a quantidade de trabalho empregada por uma pessoa para obter um serviço ou informação de uma empresa pode afetar na sua fidelização. Realizado pela Harris Interactive, o estudo ouviu mais de duas mil pessoas e os resultados apontam para o alto valor de uma experiência caracterizada por uma abordagem humanizada. Entre as principais descobertas, destaque para 82% dos entrevistados que afirmaram que uma experiência positiva é importante - ou muito importante – na fidelização com uma empresa.
 
“Diversos estudos mostram a vantagem de um bom serviço ao cliente, o que é reforçado pelas descobertas do estudo de Impacto do Esforço do Cliente. A experiência com o atendimento exerce um papel crucial ao moldar as decisões de compra dos clientes, a lealdade a longo prazo e a recomendação – ou não – de empresas, produtos e serviços. Embora calcular a importância exata do valor do tempo de relação com o cliente dependa de cada empresa, uma boa experiência contribuirá para a receita a longo prazo e para o crescimento de mercado, que constantemente está entre as maiores prioridades das companhias”, explica Nelson Campelo, presidente da Avaya Brasil .
 
De acordo com a pesquisa, 66% dos clientes que encontram dificuldades no contato com um Contact Center, provavelmente cortariam relações com a empresa. Já 37% dos entrevistados afirmam que teriam essa atitude com certeza. Além disso, quando o cliente tem experiências ruins, a marca acaba aumentando seus custos e trabalho adicionais – tais como escalonamento de canal para resolução e múltiplo envolvimento dos funcionários – para resolver a questão.
 
Porém, mais de 75% dos que responderam a pesquisa afirmam que provavelmente manteriam contato com uma empresa que oferecesse uma experiência excepcional. Já 50% dos entrevistados afirmam que pagariam mais para empresas que fornecem serviços ao cliente de forma consistente e 21% responderam que pagariam 10% a mais por um bom serviço.
 
Experiência de Alto Esforço X Experiência de Baixo Esforço
 
Os clientes apreciam as interações rápidas e eficazes. O estudo identificou fatores que contribuem para a percepção de uma experiência positiva de baixo esforço, assim como aqueles que causam aborrecimentos e desagradam o cliente. São eles:
 
  • 87% responderam que o conhecimento do agente sobre o produto ou serviço é importante
  • 83% classificam os agentes amigáveis e envolventes como importantes para interações e experiências contínuas com as empresas. 33% afirmam que isto é muito importante.
A pesquisa também enfatizou as atividades que os usuários consideram como sendo de alto esforço, que podem agravar, de forma significativa, a experiência do cliente.
 
  • 64% consideram de alto esforço a necessidade de entrar em contato repetidamente com uma empresa para resolver um problema;
  • 62% indicam que a incapacidade de chegar a uma pessoa que forneça uma resposta para concluir uma transação;
  • 60% afirmam que interagir com um representante da empresa que não tem conhecimento do produto/ serviço contribui para um alto esforço;
  • 56% citaram a falta de retorno dos representantes para concluir uma transação;
 
“As necessidades do consumidor e os objetivos das empresas parecem estar frequentemente em desacordo quando se trata de experiência do cliente. Os consumidores buscam excelência nos serviços e as companhias esperam ganhos de receitas e mercado, enquanto controlam os custos e aumentam sua eficiência. Para administrar a questão, as empresas precisam definir essa eficiência tendo como prioridade a experiência do cliente, investindo em projetos que diminuam o esforço necessário e otimizem as interações, melhorando assim o relacionamento entre o consumidores e marcas. A boa notícia é que existem tecnologias que permitem que esses fatores sejam controlados, proporcionando sempre um contato humanizado, inteligente e atraente”, finaliza o executivo.
 
Recursos Adicionais
 
Avaya Tags: Avaya, gerenciamento da experiência do cliente, contact center, Contact Center, Big Data, multicanal, serviço ao cliente, serviço via web, serviço de multicanal
 
Sobre a Avaya:
A Avaya é fornecedora global de soluções de colaboração e comunicação empresarial, oferecendo comunicações unificadas, contact centers, redes e serviços afins para empresas de todos os portes, no mundo inteiro. Para obter mais informações, visite www.avaya.com/br.
 
Algumas afirmações constantes deste comunicado à imprensa referem-se ao futuro. Tais afirmações podem ser identificadas pelo uso de termos que se referem ao futuro, como “projetar”, “acreditar”, “continuar”, “poderia”, “estimar”, “esperar”, “pretender”, “poder”, “planejar”, “potencial”, “prever”, “dever”, “irá” ou outros termos semelhantes. Baseamos essas afirmações referentes ao futuro em nossas expectativas, suposições, estimativas e projeções atuais. Embora, na nossa opinião, essas expectativas, suposições, estimativas e projeções sejam razoáveis, tais afirmações referentes ao futuro são meras previsões e envolvem riscos e incertezas conhecidos e desconhecidos, muitos dos quais estão fora de nosso controle. Esses e outros fatores importantes podem ocasionar diferenças relevantes entre os resultados, desempenho ou sucessos efetivamente alcançados e eventuais resultados, desempenho ou sucessos futuros que estejam expressos ou implícitos nessas afirmações referentes ao futuro. Para obter uma lista e descrição de tais riscos e incertezas, consulte os documentos apresentados pela Avaya à SEC (Comissão de Valores Mobiliários dos EUA), que estão disponíveis em www.sec.gov. A Avaya nega qualquer intenção ou obrigação de atualizar ou revisar quaisquer afirmações referentes ao futuro, como resultado do recebimento de novas informações, de eventos futuros ou por qualquer outro motivo.